Executivo italiano é morto a tiros na Grande Belo Horizonte

Carmine Sacco foi abordado por dois homens numa moto; segundo a polícia, nenhum suspeito ainda foi preso

Associated Press,

22 de novembro de 2008 | 16h24

Um executivo italiano foi morto na tarde de sexta-feira em frente a empresa que trabalhava, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, segundo informou a polícia neste sábado. Carmine Sacco, de 49 anos, morreu quando dois suspeitos dispararam contra ele. Logo depois, eles fugiram em uma moto. Sacco trabalhava numa empresa de componentes mecânicos, na cidade onde fica a subsidiária local da fábrica italiana de automóveis Fiat. A polícia não soube informar há quanto tempo o italiano morava no Brasil nem de que cidade da Itália ele veio. De acordo com a imprensa italiana, Sacco vivia no País desde 2001 e morava com uma mulher brasileira, com a qual tinha uma filha de quatro anos. Nenhum suspeito ainda foi preso, segundo a polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.