Ricardo Moraes/Reuters
Ricardo Moraes/Reuters

Exército brasileiro intercepta cinco militares venezuelanos em Roraima

Os militares estavam desarmados e foram conduzidos à capital Boa Vista, onde estão sendo entrevistados

Renato Onofre, O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2019 | 17h16

BRASÍLIA. O Exército interceptou nesta quinta-feira, 26, cinco militares venezuelanos na região da terra indígena de São Marcos, ao nordeste de Roraima. A informação foi divulgada pelo Ministério da Defesa e das Relações Exteriores nesta sexta-feira, 27.

Os militares estavam desarmados e foram conduzidos à capital Boa Vista, onde estão sendo entrevistados. A identidade deles ainda não foi divulgada. Desde o fim de semana, o Exército intensificou o patrulhamento na região da faixa de fronteira com a Venezuela após uma tentativa fracassada de levante militar ocorrer no município venezuelano de Gran Sabana, no domingo, 22.

De acordo com informações da imprensa venezuelana, homens do exército do país vizinho chegaram a entrar em território brasileiro em perseguição aos militares que se rebelaram. A informação foi noticiada pelo portal El Nacional.

Leia a nota na íntegra:

"O Ministério da Defesa e o Ministério das Relações Exteriores informam que, nesta quinta-feira (26/12), durante missão de reconhecimento e patrulhamento nas áreas de fronteira, conduzida por unidades do Exército Brasileiro, foram localizados, na região da terra indígena de São Marcos, nordeste de Roraima, cinco militares venezuelanos. Esses militares venezuelanos estavam desarmados e foram conduzidos a Boa Vista, onde estão sendo entrevistados. O Exército Brasileiro intensificou o patrulhamento na região da faixa de fronteira, conforme o previsto na Lei Complementar nº 97/1999."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.