Exército e traficantes voltam a trocar tiros no Rio

Soldados do Exército e traficantes voltaram a trocar tiros no Morro da Providência, próximo ao centro do Rio, por volta de 11h40 deste sábado. Os tiros começaram pouco depois que cerca de cem militares subiram a favela. Até agora, não há notícia de feridos. Ontem à noite, um garoto de 12 anos, Genilson dos Santos Batista, foi baleado. Pela manhã, outros tiroteios deixaram três pessoas feridas, entre eles um bebê de apenas 26 dias.O morro da Providência é um dos locais ocupados por tropas militares desde a semana passada. Elas buscam dez fuzis FAL e uma pistola roubados de um quartel em São Cristóvão, zona norte do Rio, no último dia 3. A ação já incluiu até bloqueios em rodovias.A Promotoria de Justiça do Rio afirma que dois ex-militares, um ex-cabo e um ex-soldado do Exército, integram o bando, de 20 homens, responsável pelo roubo. Os dois ex-militares já prestaram serviço no Estabelecimento Central de Transporte (ECT), de onde foram levadas as armas. Outros dois bandidos já teriam sido identificados também. O promotor Carlos Gomes Facuri disse na sexta-feira que o caso pode ser esclarecido ainda neste final de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.