Exército ordena que todos saiam de região de Ilhota em SC

Ordem é que todos saiam da região, uma das mais atingidas, mesmo que seja 'na marra'

Rodrigo Brancatelli, enviado especial de O Estado de S. Paulo,

28 de novembro de 2008 | 18h44

Novos deslizamentos de terra fizeram com que o Exército desse ordens para que todas as pessoas fossem tiradas da região do Morro do Baú nesta sexta-feira, 28. A região, que fica no Vale do Itajaí, é uma das mais atingidas pelas chuvas em Santa Catarina. A ordem é para que todas as pessoas saíssem do local, civis ou militares, mesmo que fosse "na marra".   Veja também:Saiba como ajudar as vítimas da chuvaIML divulga lista de vítimas identificadas SC pode ter mais chuva e deslizamentosDefesa Civil foca esforços no Morro do BaúSC tem nove rodovias totalmente interditadasMassa doa macacão em prol das vítimas R$ 60 mi deverão recuperar energia em SCMulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina Blog: envie seu relato sobre as chuvas Blog Ilha do sem Blumenau Blog Desabrigados Itajaí Blog Arca de Noé Veja galeria de fotos dos estragos em SC  Tudo sobre as vítimas das chuvas   O número de deslizamentos na região já chegou a 4 mil desde sábado passado, segundo o Instituto de Pesquisa Tecnológica (IPT). A situação era crítica tanto para os moradores quanto para os homens da Força Nacional de Segurança.  A região do Morro do Baú tem cerca de 100 km² e está encravada no meio de dois vales, o que dificultou o acesso durante a semana e potencializou toda a catástrofe. Por volta das 10h30 desta sexta, quatro pessoas ficaram soterradas. No momento do deslizamento, homens da Força Nacional de Segurança trabalhavam no local em busca de três vítimas de um outro deslizamento de terra. A área chamada de Baú Seco é uma das mais atingidas no Vale do Itajaí. Nesta sexta, a Defesa Civil de Santa Catarina decidiu focar os esforços no local. Por conta do deslizamento, os homens que trabalhavam no local tiveram que ser retirados por helicópteros do Exército e da Marinha. Há riscos de novos deslizamentos de terra na região, já que há água represada sobre alguns morros. As vítimas do deslizamento no Morro do Baú não estão na contagem oficial da Defesa Civil, já que não foram encontradas pelas equipes de resgate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.