Exército prende três suspeitos de participarem de roubo

Três suspeitos de terem participado do roubo de onze armas do Estabelecimento Central de Transporte do Exército já estão presos. Ontem, mais dois ex-oficiais foram presos. Na terça-feira, 14, o ex-cabo Leandro Saturnino foi preso, durante operação policial na favela da Rocinha.O ex-cabo Joelson Basílio, que teria confessado o crime, e o ex-soldado Carlos Leandro de Souza, apontado por Basílio, foram presos nesta quarta-feira, 15. Os dois tiveram prisão decretada por cinco dias pela Justiça Militar, que acredita ter indícios de que ambos tiveram participação efetiva na invasão do quartel e roubo das armas. A participação de Saturnino no roubo das armas ainda está sendo investigada, mas já se sabe que ele tem envolvimento com traficantes do morro.A pistola e os onze fuzis, roubados em 3 de março, encontrados por volta das 18h30 de terça-feira, em uma matagal próximo à favela da Rocinha, que havia sido ocupado pelos militares. O Exército admitiu, porém, que a localização das armas foi revelada por traficantes preocupados com o prejuízo para as vendas que a ocupação da Rocinha acarretaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.