Exército recupera armas roubadas

O Exército confirmou há pouco a recuperação dos dez fuzis e da pistola que foram roubados do quartel de São Conrado no dia de 3 março. As armas já estão de posse dos militares do Exército e serão levadas para o Comando Militar do Leste. O Exército anunciou que as armas roubadas do Estabelecimento Central de Transporte (ECT) foram encontradas na segunda-feira, por volta das 19 horas, e que estavam escondidas em um matagal em São Conrado, na zona sul.O coronel Carlos Barcelos, chefe do Estado Maior da Brigada Paraquedista, confirmou a recuperação das armas por tropas do Exército com o apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar, mas não deu maiores informações sobre onde e como elas foram encontradas. Em entrevista à Globo News, ele apenas afirmou que as armas não foram encontradas na favela da Rocinha.Nesta terça-feira, a Rocinha foi a primeira favela da zona sul a receber os militares. A favela foi ocupada das 10 às 19 horas por 300 soldados, que contaram com o auxílio de 60 homens do Batalhão de Operações Especiais. Desde que as tropas chegaram, foram ouvidos barulhos de tiros e queima de fogos de artifício, mas não houve confronto entre traficantes e militares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.