Exonerados mais dois comandantes da PM

O comandante da PM do Rio, coronel Gilson Pitta Lopes, anunciou ontem duas exonerações de chefes da corporação. Dois comandantes de batalhão, identificados com o Grupo dos Barbonos, oficiais que lideraram motins e atos de insubordinação, perderam os cargos. O tenente-coronel Roberto Alves, que na véspera participou, fardado, em Copacabana, de um protesto contra mortes de PMs, foi afastado do 6º Batalhão; o tenente-coronel Fernando Príncipe Martins deixou o comando do Batalhão Especial Prisional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.