Explosão aumenta o fogo no prédio da Eletrobrás

Uma explosão ocorrida às 15h16 no 21º andar do edifício da Eletrobrás, no centro da cidade, fez o pavimento ficar completamente tomado pelo fogo. Desde o início do incêndio, por volta das 4h30 da madrugada, as labaredas nunca haviam ficado tão altas.De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros da capital, coronel Francisco Carlos Pessanha Bragança, a explosão pode ter sido causada por gás de ar-condicionado ou de geladeira. O fogo, que havia sido controlado por volta das 11horas, voltou cerca de duas horas depois.Dados preservadosA Eletrobrás informou há pouco à Bovespa que seu departamento de informática conseguiu preservar os dados corporativos da empresa, apesar do incêndio. Segundo a estatal, já está sendo providenciada a transferência da rede de comunicação para outro prédio, também ocupado pela Eletrobrás, na Avenida Marechal Floriano. "Provisoriamente, a diretoria e os demais empregados da empresa estão instalados em mil metros quadrados cedidos por Furnas, em seu prédio, em Botafogo, no Rio de Janeiro."A Eletrobrás lembrou que o fogo atingiu do 17º ao 22º andares, sendo que o 19º não estava locado para a companhia. "Todos os andares ocupados pela Eletrobrás estão cobertos por seguro incêndio." A empresa disse que não houve vítimas e que divulgará, oportunamente, outras informações sobre o caso.Leia maisIncêndio destrói parte de prédio no centro do RioParte do prédio da Eletrobrás pode desabarFalta de água atrapalha serviço dos bombeiros no RioSetenta soldados combatem incêndio no RioPrédio do Rio foi reformado e tem brigada de incêndioIncêndio no prédio da Eletrobrás está controladoHá risco de a parte externa do prédio da Eletrobrás desabar?Com resfriamento, concreto fica fragilizado?, diz Crea-RJFogo pode ter começado em condicionador de arSecretário de Defesa Civil não vê risco de desabamentoEngenheiros descartam colapso de prédio da EletrobrásRecomeça o fogo no prédio da Eletrobrás

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.