Explosão da carreta assusta motoristas e sambistas em SP

Chamas de mais de dez metros de altura e o fogo sobre a superfície do rio foi o que puderam ver motoristas que ficaram parados na Marginal do Tietê, por volta das 2h00 da madrugada deste sábado, quando o caminhão-tanque de placa CBS-4999, de Rio das Pedras/SP, transportando solvente, derrapou na pista expressa, sentido Penha-Lapa, e caiu no rio, explodindo junto à Ponte da Freguesia do Ó. Pessoas que estava na quadra da Escola de Samba Rosas de Ouro também ouviram a explosão e correram para fora para ver o que se assemelhava ao um espetáculo pirotécnico."O fogo passou da altura do poste de iluminação sobre a ponte", comentou um motorista que ficou preso no congestionamento. "Na hora da explosão formou-se uma espécie de cogumelo de fogo. Um efeito semelhante ao da bomba atômica", afirmou uma passageira de um ônibus de viagem também parado na pista expressa.As primeiras conclusões da polícia são de que o motorista teria dormido ao volante e perdido o controle do caminhão. Batendo com a roda frontal na guia, o peso do tanque com 30 mil litros de solvente fez com que o veículo se precipitasse no rio. O motorista morreu e acredita-se que estivesse sozinho. Algumas pessoas disseram que ele teria batido em outro veículo que também caiu e explodiu, mas isso não foi confirmado pelos soldados do Corpo de Bombeiros, que lá estiveram em mais de dez guarnições.Espuma química foi espalhada não só sobre o caminhão, mas em toda a área e agora os bombeiros aguardam a chegada de um guincho possante para retirar os ferros retorcidos que restaram do veículo. O motorista ainda não foi identificado e o inquérito será instaurado no 40º DP Vila Santa Maria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.