Explosão de cilindro de GNV dentro de posto mata ao menos um no Rio

Outras seis pessoas ficaram feridas, incluindo um bebê, que passa por cirurgia

Tiago Rogero, Estadão.com.br

03 de junho de 2011 | 16h16

RIO - Uma pessoa morreu e outras seis ficaram feridas após a explosão do cilindro de gás natural veicular de um veículo que estava sendo abastecido em um posto de combustíveis de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. Um bebê de um ano e meio sofreu queimaduras de 2º grau nos braços e nas costas, e passa por cirurgia no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo.

 

De acordo com a secretaria estadual de saúde, outras duas pessoas deram entrada na unidade: Nicolau Gabriel da Silva, de 26 anos, e Karla Priscila da Silva, de 30. Segundo os bombeiros, eles são os pais do bebê. A mulher sofreu cortes nas duas pernas e traumatismo craniano, e também passa por cirurgia.

 

Já Nicolau, segundo a Secretaria, chegou ao hospital "muito abalado" e queixando-se de visão turva, e passa por exames. De acordo com os bombeiros, Karla e o filho estavam dentro do veículo, e Nicolau tinha saído do carro para pagar pelo abastecimento.

 

Os bombeiros não informam o nome da vítima que morreu. Segundo os militares, os outros três feridos foram socorridos por pessoas que passavam pelo local. Parte do teto do posto desabou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.