Explosão de tanque mata um e fere nove no Paraná

Uma pessoa morreu e nove ficaram feridas, três em estado grave, em razão da explosão de um tanque de álcool na Importação, Exportação e Indústria de Óleos (Imcopa) em Araucária, na região metropolitana de Curitiba nesta quarta-feira, 18. Depois da explosão, que aconteceu por volta das 11 horas, o fogo espalhou-se para um segundo tanque. A pessoa morta, identificada como Armindo Ferrari, de 63 anos, e os feridos são funcionários de empresas terceirizadas, que trabalham na construção de uma nova planta industrial. Os tanques danificados pelo incêndio serviam para armazenar álcool feito de soja, uma experiência realizada pela Imcopa desde 2005. A empresa informou que havia 130 mil litros de álcool estocados neles. O produto é utilizado como combustível no processo industrial das fábricas. "Ainda não sabemos se foi solda ou algum corte de ferragem que causou faísca e provocou a explosão", disse o relações públicas do Corpo de Bombeiros, tenente Leonardo Mendes dos Santos. A Polícia Científica colheu dados para levantar a possível causa do acidente. Ao chegar ao local, os bombeiros fizeram cobertura de espuma nos tanques para controlar o fogo e, posteriormente, realizaram o resfriamento. Segundo o tenente, empresas ao lado tiveram suas estruturas atingidas, em razão da força da explosão. "Deu um baita de um estouro e sacudiu o caminhão com 27 toneladas em cima", disse um caminhoneiro, que aguardava do lado de fora para descarregar soja. A polícia isolou uma área de cerca de um quilômetro em torno da empresa. Segundo uma nota da Imcopa, a empresa possui atualmente 348 funcionários nas instalações em Araucária e outros 500 trabalhadores terceirizados. A Imcopa é a maior esmagadora de soja brasileira de capital nacional. Segundo a empresa, há mais de 30 anos não havia registro de acidente com morte.

Agencia Estado,

18 Abril 2007 | 18h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.