Explosão em fábrica de bombas mata uma pessoa no RJ

Pelo menos uma pessoa morreu e duas ficaram gravemente feridas numa explosão ocorrida no segundo andar da Indústria de Material Bélico (Imbel), uma unidade do Exército, em Raiz da Serra, distrito de Magé, no Grande Rio. O fogo começou à tarde, e os bombeiros não foram chamados. A própria brigada de incêndio da Imbel atuou para apagar as chamas. Soldados do Exército cercaram a área. O morto foi identificado como Nelson Heleno Barbosa, funcionário do setor de pólvora.A explosão ocorreu às 15 horas. O soldado da Polícia Militar Leopoldo Filgueiras, que estava num posto a 600 metros da fábrica, ouviu o estouro e assustou-se. "Foi uma explosão média. Se eles tivessem nos avisado, como costumam fazer em caso de testes, teria sido uma explosão normal. Como não fomos avisados, ficamos alarmados e fomos ao local", contou o soldado. Silva, no entanto, não pôde entrar na Vila Militar de Inhomirim, onde fica localizada a Imbel, a princípio. Ele foi impedido por militares.Somente com a chegada do delegado da 66.ª Delegacia de Polícia (Piabetá), o acesso dos policiais militares foi franqueado. "Ficou tudo destruído. Era uma casa velha, construção de 1857. Acabou tudo", disse o soldado. Segundo informações que Silva obteve no local, ali era fabricado uma espécie de granulado explosivo. O Comando Militar do Leste não divulgou a causa do acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.