Explosão em quartel do Exército foi causada por petardo

O chefe da seção de Comunicação Social da 1ª Divisão do Exército, major Leonardo Peixoto de Araújo, explicou que o acidente ocorrido hoje de manhã na Vila Militar, em Deodoro, zona Norte do Rio de Janeiro, foi provocado pela explosão de um petardo, explosivo que é mais potente do que uma granada de mão. Os militares preparavam material para treinamento. O Comando Militar do Leste (CML) informou que um militar morreu e sete ficaram feridos com a explosão. Um Inquérito Policial Militar (IPM) vai apurar as causas da explosão. O local do acidente está sendo periciado. Seis dos feridos foram atendidos no hospital de guarnição da Vila Militar, onde familiares buscam informações. Eles foram transportadas até a unidade com a ajuda de ambulâncias do Corpo de Bombeiros. Um deles foi transferido para o Hospital Central do Exército.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.