Explosão em tradicional parque de Porto Alegre deixa 14 feridos

Botijões de gás de carrinho que vendia churros no Parque da Redenção causaram o acidente; alguns atingidos sofreram queimaduras de segundo grau

Lucas Azevedo, especial para O Estado de S. Paulo,

22 de agosto de 2010 | 18h04

PORTO ALEGRE - A explosão de dois botijões de gás de um carrinho de churros no mais tradicional parque de Porto Alegre resultou em 14 feridos. A tarde quente e sem chuva atraiu milhares de pessoas aos parques da capital e, como de costume, levou centenas de famílias à Redenção.

 

O acidente ocorreu perto do espelho d'água do parque. Eram cerca de 12h30 deste domingo quando um vazamento ocasionou a explosão de dois botijões de três quilos de gás de cozinha. Os feridos, entre eles crianças, tiveram queimaduras de primeiro e segundo graus e foram atendidos pelos Bombeiros no local.

 

Até o horário da publicação desta nota, duas crianças de 5 e 6 anos permaneciam internadas na UTI Pediátrica do Hospital de Pronto Socorro, e outras duas, na enfermaria. Seis adultos em estado regular recebiam atendimento e um havia sido liberado.

 

Outros dois homens foram encaminhados, estáveis, ainda na tarde de hoje, ao Hospital Cristo Redentor, na Zona Norte de Porto Alegre.

 

A Polícia Civil espera o resultado da perícia para apontar a responsabilidade pelo acidente. Ainda no local do ocorrido, os bombeiros afirmaram, informalmente, que a carrocinha era irregular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.