REUTERS / Pilar Olivares
REUTERS / Pilar Olivares

Explosão no Complexo do Alemão, no Rio, deixa dois mortos e 11 feridos

Polícia Militar não deu detalhes do que poderia ter causado a explosão; de acordo com a TV Globo, há suspeita de que o imóvel funcionasse como 'laboratório' de drogas

Vinicius Neder e Isaac de Oliveira, especial para, O Estado de S.Paulo

01 de janeiro de 2020 | 07h57

RIO DE JANEIRO - Duas pessoas morreram e outras 11 ficaram feridas na noite de terça-feira, 31, por causa de uma explosão em uma casa no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. A assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM) informou que equipes da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) foram acionadas para atender o caso.

Um homem chegou morto ao Hospital Estadual Getúlio Vargas, informou a Secretaria de Estado de Saúde. No total, cinco feridos foram levados para o Getúlio Vargas – três ainda estão em estado grave, um está estável.

Outro ferido morreu Hospital Municipal Salgado Filho, conforme a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura do Rio. Os outros três feridos levados ao Salgado Filho estão em estado grave. Os demais feridos foram atendidos em outras unidades de saúde.

A PM não deu mais informações sobre a explosão. Procurada, a Polícia Civil ainda não informou detalhes sobre as investigações. Reportagem do “RJTV”, da TV Globo, informou que há suspeitas de que a casa onde ocorreu a explosão seria um “laboratório” de drogas ilícitas usado por traficantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.