Explosões deixam 1,4 milhão sem luz

Acidentes foram quase simultâneos em Pirituba e em Guarulhos

Camilla Haddad, Daniel Gonzales e Jones Rossi, O Estadao de S.Paulo

10 de abril de 2008 | 00h00

Dois incêndios em subestações de energia, em um intervalo de 25 minutos, deixaram sem luz, ontem, 1,4 milhão de pessoas na Grande São Paulo. No caso mais grave, a explosão em um transformador da subestação Pirituba da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), na zona norte da capital, às 15h35, afetou 318 mil imóveis (residenciais e comerciais), o equivalente a 1,2 milhão de pessoas. Às 15h50, outro acidente, desta vez na subestação da Bandeirante Energia, em Guarulhos, prejudicou 67 mil unidades consumidoras, ou 201 mil pessoas.Os bombeiros levaram uma hora para controlar o fogo na subestação Pirituba. As chamas atingiram 20 metros. A Cteep informou, inicialmente, que houve curto-circuito no transformador, mas o episódio será apurado. Segundo a AES Eletropaulo (concessionária de distribuição de energia abastecida pela Cteep e que atua na capital), por causa da explosão na subestação Pirituba, o Corpo de Bombeiros solicitou o desligamento da estação, também alimentada pela, Cteep, para que o combate ao incêndio fosse feito com segurança. Por isso, faltou energia das 15h52 às 16h28 em pelo menos 20 bairros nas zonas oeste e norte. "Nossa preocupação era que o fogo atingisse outros transformadores e acontecesse um incêndio em efeito dominó" disse o capitão Wagner Bertolini, do 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros. "Pelo que vimos, houve vazamento de óleo mineral, usado nesses transformadores", afirmou. Segundo o capitão, esse óleo pega fogo a uma temperatura de 130 graus. "Só no transformador que explodiu havia 17 mil litros de óleo." Até a meia-noite, equipes continuariam no local para resfriar o transformador. Pelo menos 12 semáforos ficaram apagados por conta da falta de energia. Os motoristas enfrentaram congestionamento de 11,6 km entre 16 e 18 h na Marginal do Tietê, da Ponte Cruzeiro do Sul até a Ponte Nova Fepasa.Vanilson Alves Nogueira, subgerente da lanchonete Black Dog da Avenida Brás Leme, em Santana, se sentiu prejudicado. "Ficamos 40 minutos sem luz. O motor do exaustor deu problema e parou.''GUARULHOSO incêndio ocorrido em Guarulhos atingiu o transformador de uma estação de distribuição da Bandeirante Energia, no centro da cidade. Vinte bairros foram afetados por um apagão. A Bandeirante não soube informar a origem do fogo, que foi debelado às 17 h pelos bombeiros. Às 20h26, a energia foi restabelecida em todos os bairros. Além da falta de luz, 200 mil imóveis ficaram sem água, porque o sistema elétrico de bombeamento parou de funcionar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.