Exposição de charges feitas por detentos será aberta em cadeia do Rio

Presídio em Bangu será o sexto a receber a exposição e o concurso de cartuns feito por detentos

Agência Brasil ,

06 Julho 2011 | 10h15

RIO - A exposição de charges premiadas do 1º Festival Internacional de Humor em DST e Aids será inaugurada nesta quarta-feira, 6, na Cadeia Pública José Frederico Marques, do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Esta é a sexta unidade a receber a exposição e o concurso de cartuns feitos por detentos, ambos criados em 2004. Mais de 50 charges foram produzidas por internos das cinco unidades prisionais já contempladas pelo projeto.

 

A exposição, que pertence ao Centro Cultural do Ministério da Saúde, já passou por diferentes lugares do país e do exterior, como Nova York, Moçambique e o Cazaquistão, e apresenta 150 cartuns, de 300 trabalhos selecionados de mais de 50 países.

 

Segundo a coordenadora do Centro Cultural, Jussara Valadares, a exposição busca conscientizar a população carcerária e seus parentes sobre a importância da prevenção e do tratamento das doenças sexualmente transmissíveis (DST), HIV e aids. "O objetivo é abordar esse universo de forma lúdica e trabalhar sobretudo a importância da prevenção não apenas com os internos, mas também com os familiares e os funcionários das unidades prisionais"

 

A exposição poderá ser vista até o dia 5 de agosto na unidade. Após esse período, a mostra e o concurso seguem para as outras instituições do complexo e a ideia é que passem por todas as 25 unidades de Gericinó. As charges podem ser vistas também na exposição virtual do festival, na página do Ministério da Saúde na internet.

 

A coordenadora explicou que ao final do concurso, que termina em 2013, será criado um calendário com as 12 charges finalistas. "Cada mês do ano terá um charge premiada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.