FAB agora diz ter encontrado caixa-preta de voz da cabine

Material enviado inicialmente para análise nos Estados Unidos não incluía o gravador de voz do Airbus

Fabiana Cimieri,

21 Julho 2007 | 14h59

A Aeronáutica informou, na tarde deste sábado, 21, que a caixa-preta com o gravador de voz da cabine do vôo 5034 da TAM, destruído em acidente na terça-feira, já foi encontrada em meio aos destroços do Airbus.   Ainda segundo a Aeronáutica, o equipamento vai ser enviado, neste sábado, em um vôo comercial para os EUA, onde será analisado pela equipe de técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), responsável pela investigação do acidente com o vôo 3054.   O outro equipamento enviado, o gravador de dados de vôo, já começou a ser analisado nos laboratórios do National Transportation Safety Bureau (NTSB).   Mais cedo, a Força Aérea Brasileira (FAB) havia reconhecido que os equipamentos do Airbus da TAM enviados inicialmente para análise nos Estados Unidos não incluíam uma das duas caixas-pretas com os dados de voz.   Diferentemente do que fora informado anteriormente, apenas uma caixa-preta tinha sido enviada, a do Gravador de Dados de Vôo (FDR), "primordial para a avaliação de fatores contribuintes para o acidente", segundo nota das autoridades.   O exame do material levado aos EUA mostrou que um dos equipamentos não era o Gravador de Voz da Cabine (CVR).   "Tal fato se configurou por conta das deformações significativas sofridas pelos materiais em função do impacto e das altas temperaturas atingidas", explicou a Aeronáutica em uma nota.

Mais conteúdo sobre:
vôo 3054 caixa-preta fab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.