Luciana Ourique/JC Imag em
Luciana Ourique/JC Imag em

FAB expulsa soldados envolvidos na morte de jovem em hotel de trânsito no Recife

Garota morreu no quarto do hotel; ela e duas amigas entraram no local a convite dos soldados

Solange Spigliatti, estadão.com.br

02 Setembro 2011 | 10h00

SÃO PAULO - Os três soldados envolvidos na morte da jovem Monique Valéria de Miranda Costa, 20 anos, dentro de um quartel da Força Aérea Brasileira (FAB) no Recife, na madrugada do último dia 7 de agosto, foram desligados do serviço militar nesta quinta-feira.

 

Segundo a FAB, o ato administrativo ocorre após a conclusão do inquérito policial militar que apurou o ingresso de pessoas não autorizadas em unidades militar. Os três ex-soldados responderão a processos na Justiça Militar e Civil.

 

Monique estava com outras duas amigas em um quarto do hotel de trânsito dos oficiais da FAB e teriam sido levadas para o local pelos três soldados que estavam em serviço. De acordo com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Monique levou um tiro de pistola 9 milímetros no rosto e morreu antes de receber socorro.

 

No quarto onde o corpo foi encontrado havia vestígios de consumo de bebidas alcoólicas. As garotas, ainda segundo a polícia, teriam ido ao local a convite dos soldados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.