FAB leva donativos para regiões Norte e Nordeste do País

Desabrigados estão principalmente em Trizidela do Vale, Pedreiras, Bacabal, Codó, São Luís de Gonzaga

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

09 de maio de 2009 | 16h19

Desde esta sexta-feira, 8, e durante todo o final de semana, os moradores das cidades afetadas pelas chuvas das regiões Norte e Nordeste do País vão receber donativos além da ajuda de cerca de bombeiros do Estado de São Paulo.

 

Veja também:

link Três eventos climáticos provocam chuvas no Nordeste

especialConfira a previsão do tempo para sua cidade  

 

As doações começaram a ser levadas nesta sexta, por aviões e tripulações da Força Aérea Brasileira (FAB) encarregados de missões humanitárias em prol das vítimas das enchentes em várias cidades do Norte e Nordeste do Brasil.

 

Na sexta-feira, uma aeronave C-130 Hércules decolou de Brasília transportando 270 colchões (cerca de 400 quilos de carga) para a cidade de São Luís, no Maranhão, cidade em que foi decretado estado de emergência por 180 dias.

 

Segundo a Defesa Civil do Estado, milhares de desabrigados estão principalmente nas cidades de Trizidela do Vale, Pedreiras, Bacabal, Codó, São Luís de Gonzaga, as mais atingidas pelas cheias decorrentes das fortes chuvas que castigam a região.

 

Por volta das 10h30 deste sábado, um avião da FAB partiu do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, com 35 homens do Corpo de Bombeiros de São Paulo, que vão ajudar as vítimas de enchentes em São Luís, no Maranhão. Eles levaram também botes salva-vidas, coletes de mergulho e equipamentos hidráulicos.

 

Outra aeronave da FAB vai decolar por volta das 21h30 no mesmo aeroporto, em Guarulhos, em direção ao Maranhão com 7,5 toneladas de alimentos e oito toneladas de medicamentos.

Outros voos para São Luís estão previstos para este final de semana e também na segunda-feira, 11, a partir de São Paulo, com 500 cestas básicas de alimentos, medicamentos e colchões, além de outros donativos.

Os mesmos aviões fazem transporte também para Teresina, no Piauí. com mais 500 cestas e outras doações. A capital piauiense é outra cidade em que foi decretado estado de emergência. Outros quatro programados irão decolar de Belém, no Pará, com destino a Rio Branco. Para a capital do Acre, devem ser ainda transportados 48,5 toneladas de alimentos.

Mais conteúdo sobre:
ChuvasChuvas no Nordeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.