Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Facção criminosa assalta e agride rabino no Rio

Três homens armados agrediram com coronhadas e assaltaram o rabino Yacov Israel Blumenfeld, de 45 anos, em Copacabana, zona sul do Rio. Além de profanarem locais e objetos sagrados para os judeus, eles picharam em uma parede a sigla ADA, da facção criminosa Amigos dos Amigos, que atua no tráfico de drogas nas favelas cariocas. De acordo com a mulher do rabino, a jornalista francesa Ida Blumenfeld, os bandidos ameaçaram o rabino de morte e repetiram diversas vezes que, por ser judeu, ele deveria ter muito dinheiro. O religioso teve que ser levado para o hospital.Blumenfeld foi surpreendido pelos criminosos quando entrava na sinagoga, depois de ter sacado R$ 100 em um caixa eletrônico. Escondidos no jardim da instituição, eles o dominaram e entraram na casa, onde mora a mãe do rabino, de 77 anos. Os assaltantes procuraram por cofres e, como o rabino negasse a existência de bens valiosos no imóvel, tornaram-se agressivos. O religioso foi amarrado com uma corda de couro, parte de um objeto sagrado, e recebeu coronhadas no rosto. Os criminosos tomaram os R$ 100 sacados por Blumenfeld no caixa eletrônico e só se acalmaram depois que a mãe do rabino entregou US$ 1 mil de suas economias. Segundo a mulher do rabino, são comuns pichações com símbolos antisemitas no local. "Me acostumei com essa bagunça. É de dar pena. Aqui funcionam uma sinagoga e um centro de estudos. Se nem isso se respeita na cidade, o que vai ser respeitado?", indaga a jornalista, que vive há quatro anos no Rio. "Já colocaram até fogo aqui", revela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.