Facção criminosa PCC continua na ativa

Nem as traições, sentenças de morte, isolamento em prisões de segurança máxima e juramentos de vingança conseguiram decretar o fim do PCC. A facção criminosa sofreu um golpe com as delações do chefe banido José Márcio Felício, o Geleião. Mas agora, sob nova direção, o Primeiro Comando da Capital continua firme e forte, dentro e fora das prisões. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.