Falha de comunicação faz PF errar na entrega de armas

Uma falha na comunicação provocou a divulgação de informações equivocadas no primeiro dia de campanha de recolhimento de armas de fogo pela Polícia Federal, quinta-feira. A Polícia Federal de Brasília anunciou que haviam sido recolhidas 300 armas em todo o País, sendo 70 em Campinas, no interior paulista. Mas nenhum revólver foi recebido pelos policiais federais da cidade no primeiro dia da arrecadação.A assessoria da PF em Brasília alegou hoje que se baseou em informações da delegacia de Campinas para divulgar o balanço. O plantonista da delegacia da PF de Campinas, Alexandre da Cunha Neto, explicou hoje que o número 70 refere-se a consultas ou solicitação de formulários para o transporte da arma até a delegacia. "Armas mesmo só começamos a receber hoje", disse. Até o final da manhã, duas armas haviam sido entregues.A assessoria da Polícia Federal de São Paulo informou que ontem haviam sido entregues na capital 19 armas. As pessoas que entregarem as armas serão indenizadas entre R$ 100 e R$ 300, dependendo do calibre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.