Falsa bomba em vôo da Gol atrasa decolagem em Brasília

Não bastasse os atrasos nos aeroportos do País, provocados por panes e operações-padrão dos controladores de vôo, um novo fato contribuiu, na quinta-feira, 22, para o caos aéreo. Um falso alarme de bomba causou transtorno aos passageiros do vôo da Gol 1928, que sairia ao meio-dia de Brasília (DF), faria escala em Belém (PA) com destino final em Macapá (AP).Segundo passageiros, quando o avião já havia começado a decolar, uma confusão teve início porque um passageiro gritou que o avião explodiria no ar e que havia uma bomba na aeronave. A Polícia Federal foi acionada pelo comandante da Gol, vistoriou todo o avião, mas nada foi encontrado. O passageiro foi detido pela PF e alegou que tudo não passou de um mal-entendido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.