Falsificação faz Prefeitura de SP mudar cartão de Zona Azul

A falsificação de talões dá prejuízo de até R$ 500 mil mensais e vai levar a Prefeitura a alterar o formato dos talões a partir do segundo semestre. Segundo um estudo da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), folhas irregulares já correspondem a 20% do total vendido, de cerca de 170 mil unidades mensais. Medidas podem incluir papel com marcas d?água e fitas holográficas. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.