Falso dentista arranca três dentes da namorada e é preso

Waldomir Silva Oliveira, de 48 anos, foi preso hoje em Salto Grande, interior de São Paulo, pouco depois de ter arrancado três dentes de sua namorada Adriana Herrero da Silva, de 26 anos. A vítima foi à delegacia para reclamar da intervenção que, segundo ela, era só de tratamento e não de extração dos dentes que apresentavam cáries.Na casa do acusado, os policiais encontraram equipamentos odontológicos, próteses, seringas e anestésicos, e descobriram que ele prestava serviços de protético a outras pessoas da cidade. O material foi apreendido e Waldomir preso em flagrante e indiciado por prática de lesões corporais graves e exercício ilegal da profissão de dentista.Adriana revelou ao delegado Ricardo Luiz Coércio, que conheceu Waldomir na igreja que ambos freqüentam e começaram a namorar. Ele, natural do Maranhão, chegou à cidade há pouco tempo e disse ser dentista. Como tinha problemas, decidiu ela fazer o tratamento, acabando por sofrer as extrações não autorizadas e, supostamente, desnecessárias.À tarde o acusado foi transferido para a cadeia de Ourinhos, onde permanecerá à disposição da justiça. O inquérito policial deverá apurar agora em que condições ele trabalhava na cidade e procurar outras possíveis vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.