Falso inspetor trabalhou quatro meses em delegacia no RS

Um falso inspetor de polícia infiltrou-se e trabalhou por quatro meses na delegacia de Charqueadas, na região carbonífera do Rio Grande do Sul. A descoberta do caso por policiais militares, no final de semana, deixou a Polícia Civil constrangida. Ninguém conseguiu explicar ainda como o farsante conseguiu se passar por policial por tanto tempo. O nome do falso policial não foi divulgado. A polícia não conseguiu ouvi-lo nesta segunda-feira. Sabe-se, no entanto, que ele tem 39 anos, foi dono de uma empresa de segurança e tem antecedentes criminais, por estelionato. O inquérito deve enquadrá-lo por crime de falsidade ideológica. Mas também vai investigar se algum policial verdadeiro facilitou a presença do farsante e se este adulterou documentos ou registrou ocorrências erradas para desviar acusações contra transgressores da lei.

Agencia Estado,

12 Fevereiro 2007 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.