Falso paraplégico ia embarcar em Cumbica com 1 kg de coca

Tentando se passar por paraplégico em uma cadeira de rodas, o boliviano Añes Vaca, de 30 anos, por pouco embarcou para Barcelona, na Espanha com um quilo de cocaína. Perfeitamente capaz de andar, ele foi preso pela Polícia Federal no Aeroporto de Cumbica, nesta quarta-feira à noite. Vaca estava em trânsito por São Paulo, num vôo vindo de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.Segundo o delegado Wagner Castilho, os agentes federais, disfarçados no meio da mutidão, estavam terminando a quarta revista nos passageiros, quando suspeitaram do boliviano em uma cadeira de rodas, num dos cantos do aeroporto. ?Ele suava muito e olhava atentamente para todos os lados. Os policiais suspeitaram e foram até o suposto paraplégico.?Os policiais fizeram várias perguntas e depois pediram para revistá-lo. Nesse momento, ele esboçou um movimento para sair da cadeira, e foi então descoberto o falso problema na perna. Na revista das roupas, nada foi encontrado. Os policiais, então, decidiram revistar os sapatos, e, dentro, não havia nada. Porém, utilizando-se de um pequeno canivete, furaram a sola. Era o esconderijo de parte da cocaína. ?Dentro das solas do par de sapatos, havia, no total, 800 gramas de cocaína?, disse o delegado.No princípio, o boliviano negou o conhecimento da droga, tanto que colocou a bagagem para ser revistada. Os agentes federais decidiram levá-lo para o Hospital Municipal de Guarulhos, e, no raio-x, foi constatada a presença de cápsulas no estômago. Vaca foi operado e em seu estômago encontradas 50 cápsulas da droga. O boliviano foi preso por tráfico internacional de drogas e ficará detido na carceragem da Polícia Federal no bairro de Higienópolis, na zona oeste de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.