Falsos agentes da PF tentam resgatar presos no RJ

Quinze homens vestidos com coletes da Polícia Federal tentaram resgatar três presos condenados que prestavam depoimento no Fórum de Bangu, mas foram surpreendidos por seguranças do prédio, que desconfiaram da ação e chamaram a Polícia Militar. Na fuga, o bando usou três Blazers pretas com o logotipo da PF. Em seguida, fez uma falsa blitz na Estrada do Quitungo, na Vila da Penha, na qual roubaram três carros - um Tempra, um Golf e uma Sprinter. As três picapes foram abandonadas e incendiadas na entrada da Favela do Quitungo, por volta das 15 horas.Ações ousadas para resgatar criminosos estão se tornando comuns no Rio. Em abril do ano passado, cerca de 20 homens invadiram o Hospital Geral de Bonsucesso para libertar um traficante que estava sob custódia, deixando diversas pessoas feridas. Em outubro, cerca de 30 homens usaram dois caminhões para derrubar um muro da carceragem da Polinter, na zona portuária do Rio, permitindo a fuga de 14 presos.O delegado da 38.ª Delegacia de Polícia, Daniel Goulart, disse suspeitar que a ação no Fórum de Bangu tenha sido comandada pessoalmente pelo traficante conhecido como Elias Maluco, da Vila Cruzeiro, área controlada pelo Comando Vermelho. "Uma testemunha disse que viu o traficante junto com os bandidos", declarou.O bando pretendia resgatar os presos Alexandre Pascoal, Marcelo de Araújo de Souza e Márcio Cândido da Silva, que estão encarcerados no presídio de segurança máxima Bangu 4, na zona oeste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.