Falsos fiscais vendem, por R$ 300, kits do Inmetro que custam R$ 22

Vídeo no YouTube alerta população contra golpe

29 Março 2012 | 16h00

O Inmetro divulgou no YouTube um vídeo que adverte a população contra um golpe dado por falsos fiscais do instituto. Em 2011, a ouvidoria do órgão registrou um crescimento de 200% nas denúncias sobre a atuação de golpistas que, em nome do órgão, vão às casas das pessoas e cobram altos preços para substituir produtos certificados como reguladores de botijão de gás.

De acordo com o Inmetro, a maior parte dos golpes acontece nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Maranhão e Piauí. Os falsos fiscais chegam a cobrar R$ 300 por produtos que custam R$ 22.

O filme ressalta que fiscais do órgão não fiscalizam residências e instrui as vítimas a procurarem a Polícia Militar e a própria ouvidoria do órgão para denúncias.

Mais conteúdo sobre:
inmetrofiscais falsosgolpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.