Falta de água atinge 100 mil moradores de São José do Rio Preto

Mais de 100 mil moradores de São José do Rio Preto, a 440 quilômetros a noroeste de São Paulo, continuam com o abastecimento de água suspenso devido ao acidente que contaminou a represa que abastece 40% da cidade, de 450 mil habitantes. A suspensão completa uma semana. Desde sábado, 7, quando um caminhão tombou e derramou 35 mil litros de óleo diesel na represa, moradores de 162 dos 400 bairros de Rio Preto enfrentam o racionamento. Na quinta-feira, 12, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Semae) anunciou a continuidade da suspensão que deveria ter sido encerrada na quarta-feira. Os técnicos demoraram mais tempo para despoluir a represa e por isso atrasaram os testes que verificam se a água que chega ao reservatório está própria ou não para o consumo humano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.