Falta de confronto decepciona tuiteiros

A falta de confronto direto entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) no último debate entre os candidatos à Presidência da República, realizado na noite de ontem, foi a grande discussão entre os usuários do twitter, que esperavam um confronto mais quente e com respostas mais incisivas por parte dos dois presidenciáveis.

Wagner Bordin, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

O destaque dos internautas ficou para os eleitores indecisos, que rapidamente assumiram posição relevante nos Trending Topics da rede social

Para grande parte dos internautas, a fórmula criada pela Rede Globo não chegou a ser um debate, mas, sim, uma sabatina, fato que provocou enorme desinteresse por parte daqueles que estavam aguardando um duelo de ideias nesta última oportunidade de confronto.

Por vezes, a disputa dos tuiteiros ficou nas hashtags criadas para levantar os seus candidatos, e não no conteúdo das respostas passado por eles.

O nome da primeira eleitora indecisa a fazer uma pergunta, Misterly Rego, escolhida pelo Ibope, foi motivo de maior repercussão na rede social, do que o debate em si.

Misterly rapidamente apareceu nos Trending Topics de São Paulo, Brasil e Mundial do twitter, roubando a cena do programa.

Além de Misterly, os nomes de Vera Lúcia e Lobato, outros eleitores que perguntaram, e a palavra controladoria, que gerou certo desconforto no momento de ser pronunciada, também apareceram entre as palavras mais citadas.

Lucas Andrade, eleitor indeciso de Brasília que fez uma pergunta no segundo bloco, também esteve ligado em uma discussão na rede. Lucas chegou a ser confundido pelo usuário homônimo, que é do Rio de Janeiro, e eleitor declarado de um dos candidatos.

Plínio de Arruda Sampaio, candidato do PSOL derrotado no primeiro turno da eleição presidencial, apareceu nos intervalos para comentar as ações e os discursos de Dilma Rousseff e José Serra - e teve milhares de espectadores.

Por fim, os internautas reclamaram da disposição das câmeras. Para alguns, houve favorecimento ao tucano José Serra por ter sido utilizado plano fechado em seu discurso final, enquanto o enquadramento da petista Dilma Rousseff foi aberto. No debate, em que o confronto direto, aguardado pelos tuiteiros, não ocorreu, o destaque dos internautas ficou em questões triviais como nos nomes dos convidados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.