Falta de inspeção em SP para viaturas no interior

Corporação não conseguiu pedir isenção à Prefeitura

Fábio Mazzitelli, O Estadao de S.Paulo

08 de maio de 2009 | 00h00

Viaturas da Polícia Militar com placas de final 1 que trafegam no interior e no litoral do Estado tiveram o licenciamento bloqueado porque não fizeram a inspeção veicular ambiental até 30 de abril, data limite para o teste para esse primeiro grupo de veículos. Instituída por lei municipal, a vistoria é obrigatória somente para veículos registrados na capital, caso de todos os carros da PM.Embora a Prefeitura aceite pedidos de dispensa do exame desde 6 de abril exclusivamente de veículos registrados na capital que transitam somente fora da região metropolitana de São Paulo, os requerimentos relativos aos carros da PM não foram feitos a tempo de evitar o bloqueio administrativo dos veículos. Tal bloqueio é automático, com base em lista encaminhada pela Companhia de Processamento de Dados do Município (Prodam) ao seu órgão equivalente no governo estadual (Prodesp).A Polícia Militar confirmou o problema em nota oficial, mas não revelou o número de viaturas atingidas pelo bloqueio. Os carros com placas de final 1 que transitam na Grande São Paulo estão agendando os testes neste mês. As demais viaturas estão sendo listadas à Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, que coordena o programa de inspeção, para que sejam liberadas da vistoria que mede a emissão de poluentes."Todo o universo de viaturas da PM está licenciado na capital, por ser essa cidade a sede do comando da Polícia Militar", diz a PM.De acordo com a Secretaria do Verde, o sistema de agendamento e realização dos testes foi concebido para que não haja privilégios e, no caso da frota da PM que transita fora da Grande São Paulo, as solicitações para dispensa do teste já estão sendo feitas, o que está previsto nas regras do programa.Além da frota da PM, os carros com placa final 1 do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), parceiro da Prefeitura no programa de inspeção ambiental, também não passaram pelo teste no prazo que o próprio órgão ajudou a regulamentar. Ontem, após o caso ter sido revelado pela reportagem, as viaturas do Detran agendaram a vistoria para os próximos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.