Falta de medidas do governo provocou decisão, diz PC do B

O presidente do PC do B, Renato Rabelo, concorda com a decisão da Corte Interamericana da OEA, mas lamentou que o governo não tenha tomado medidas previamente. "Essa decisão acaba nos constrangendo. Lutamos há muito tempo por um pronunciamento do governo brasileiro", disse.

, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2010 | 00h00

"Como o governo não tomou medidas, abriu caminho para a sentença da OEA. O secretário de Direitos Humanos Paulo Vannuchi lutou por isso, mas não conseguiu obter uma posição explícita do governo Lula."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.