Fama de Batoré prejudica irmã dele

Por causa da fama de seu irmão - o adolescente conhecido por Batoré e acusado de seqüestros e assassinatos, Tânia Aparecida de Souza, de 23 anos, ficou famosa na escola e já foi chamada até para dar entrevistas na televisão. Mas diz que preferia um milhão de vezes ter continuado no anonimato. Desde que seu irmão, que ela conhece por Bi, foi preso, no fim do ano passado, sua vida virou de ponta cabeça. Na época, Tânia cursava o segundo colegial supletivo, vivia com a mãe, dois irmãos e o filho de 4 anos num apartamento da Cohab de Itaquera, trabalhava como ajudante geral e sonhava em ser assistente social. Hoje, ela mora de favor em casa de conhecidos, perdeu o emprego e deixou o colégio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.