Família de Dilma comemora com discrição

A vitória de Dilma Rousseff (PT) foi comemorada com um misto de alegria e alívio por parentes e amigos próximos da presidente eleita em sua cidade natal, Belo Horizonte.

Eduardo Kattah, Marcelo Portela BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2010 | 00h00

Em reunião marcada pela discrição, a apuração dos votos foi acompanhada na casa da mãe da petista, Dilma Jane Silva, de 87 anos, que mora no bairro São Luís, na região da Pampulha, zona norte.

"Era um clima de muita felicidade. Estão todos muito sensibilizados", contou ontem Cláudio Galeno de Magalhães Linhares, primeiro marido de Dilma. "Foi um alívio também, sobretudo para uma mãe, que sofre pelos filhos. Não é mole aguentar um tranco desses. Foi muito cruel essa campanha."

Por volta de 20 horas de domingo, o anúncio da vitória foi recebido com aplausos e uma contida comemoração. "A campanha foi difamatória, muito baixa", desabafou Mauro Roberto Silva, tio de Dilma. A mãe da presidente eleita preferiu não falar.

Apesar da longa militância política, "Dilminha", segundo o tio, nunca teve como meta chegar ao cargo máximo da República. "Ela particularmente nunca almejou. Era o Lula que queria", disse. "A Dilma é uma pessoa simples, toda vida foi muito ligada à família, amiga, séria, competente, muito trabalhadora."

"Lenda". Para Galeno, a eleição da ex-mulher é um fato marcante para a geração que militou na luta contra o regime militar. Ele trata como "lenda" a história de que foi o responsável por recrutar e iniciar a então noiva na militância política, promovendo seu ingresso na organização Política Operária (Polop). "Ela já tinha cabeça feita. O colégio Estadual (onde Dilma havia estudado) era um celeiro de quadros da luta contra a ditadura", disse.

Segundo Galeno, a vitória de Dilma chama a atenção porque ela não faz parte da "política tradicional".

"Ela tem de fazer um governo maior que o do Lula, porque ela é continuidade do governo Lula", ressaltou o tio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.