Família de Sorocaba busca notícia de jovem na Índia

A família da advogada Maria Laura Canineu, de 25 anos, que trabalha para a organização não-governamental Comunwelth, na Índia, um dos países atingidos pelo maremoto de domingo, continua sem informações do paradeiro da jovem. No último contato feito no Natal, a advogada estava em Goa, no sul do país, uma das cidades mais atingidas. Ela informou os familiares, no entanto, que estava seguindo para Bombay, no litoral oeste.A esperança da família é de que a viagem tenha se efetivado, pois essa região não foi afetada pela tragédia. Desde segunda-feira, os familiares vêm tentando contado, sem sucesso. Nesta terça, uma irmã de Maria Laura, a médica Paola Canineu, de 27 anos, conseguiu comunicar-se com a embaixada brasileira na Índia. "As informações foram poucas, mas de certa forma tranqüilizadoras", disse.Maria Laura é a quarta filha de uma família de 12 irmãos. Formada em relações internacionais em 2001 e em direito no ano passado, ela tem planos de trabalhar na Organização das Nações Unidas (ONU) e a viagem à Índia faz parte desse projeto. Seu retorno ao Brasil está previsto para maio. Na ong, Maria Laura trabalha num projeto voltado para os direitos da mulher.

Agencia Estado,

28 de dezembro de 2004 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.