Família de vítima da cratera acerta indenização com o Metrô

O primeiro acordo entre uma família vítima do desmoronamento nas obras da linha 4 do Metrô e a seguradora Unibanco AIG foi concluído na tarde desta quarta-feira, 23, em audiência na Secretaria de Justiça, no centro de São Paulo. A indenização deve ser paga nos próximos dias para a família da advogada Valéria Alves Marmit, de 37 anos. Segundo informações da reportagem da Rádio Eldorado AM, a Defensoria Pública, a seguradora e os familiares da vítima não autorizaram a divulgação do valor negociado. A indenização foi baseada a partir de três pontos: danos morais, lucro restantes - baseados na salário que a advogada Valéria recebia e na expectativa de vida dela, e a pensão mensal vitalícia para os três filhos dela.O secretário estadual da Justiça, Luiz Antônio Guimarães Marrey, disse que não sabe quando ocorrerão novas reuniões para acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.