Família é achada morta em Porto Alegre; polícia investiga feminicídio

Investigações preliminares apontam para hipótese de que homem teria matado a mulher e as filhas e depois se matado

Luciano Nagel, Especial para O Estado

01 Fevereiro 2017 | 19h13

PORTO ALEGRE - A Polícia Civil do Rio Grande do Sul investiga a morte de quatro pessoas da mesma família no bairro Hípica, na zona sul de Porto Alegre. Os corpos das duas filhas, de 7 e 11 anos, da mãe e do pai foram encontrados, por um parente da família, dentro de casa no final da manhã desta quarta-feira, 1º. A residência fica localizada na rua Francisco Silveira Pastoriza e não tinha sinais de arrombamento. 

Informações preliminares da Polícia Civil apontam que os corpos das vítimas tinham sinais de marcas de faca. A suspeita é de que o crime tenha ocorrido na madrugada de terça-feira. "Trabalhamos com a hipótese de feminicídio. Tudo indica que o marido cometeu este crime motivado por ciúmes. Havia inscrições nas paredes da casa, um tipo de desabafo. Ele desconfiava que a esposa o traía", adiantou a delegada Clarissa Demartini. 

Ainda segundo a polícia, a faca utilizada no crime estava na mão do marido que teria se suicidado após matar a família. O casal viva junto há cerca de 20 anos e estava em processo de separação. 

 

Mais conteúdo sobre:
PORTO ALEGREPolícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.