Família é feita refém e tem joalheria roubada por criminosos no sul do Rio

Criminosos usaram toucas ninja na ação em Volta Redonda; vítimas foram libertadas sem ferimentos

Ítalo Reis, estadão.com.br

16 Março 2012 | 19h37

SÃO PAULO - O dono de uma joalheria foi sequestrado e roubado na noite de quinta-feira, 15, em Volta Redonda, no sul fluminense, junto com outros dois parentes. Segundo a Polícia Militar, as vítimas foram deixadas sem ferimentos após os criminosos levarem pertences e dinheiro.

Agentes do 28º Batalhão da PM descobriram o caso ao verificar uma denúncia anônima na Vila Santa Cecília. De acordo com a polícia, homens com toucas ninja abordaram o dono da joalheria na porta de casa e mantiveram-no em cárcere junto com a mulher e o sogro. Enquanto um dos criminosos levou o homem para a loja no centro, os outros mantiveram a mulher de 41 anos e o pai dela, de 75, reféns.

Na joalheria, o suspeito recolheu diversos relógios e joias e, em seguida, libertou o dono do estabelecimento, segundo a PM. Os bandidos que ficaram na casa levaram R$ 1,5 mil em dinheiro, outros objetos e fugiram. O caso foi registrado para o 93ª Delegacia de Polícia (Volta Redonda).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.