Família é internada após consumir doces envenenados

A polícia de São Vicente, no litoral paulista, está investigando o envenenamento da família da ajudante de cozinha Cleide Moraes da Silva, de 37 anos, que foi internada às pressas no Hospital São José, após consumir brigadeiros com raticida. Os filhos de Cleide, Paula Roberta da Silva, de 19 anos, e Pedro Henrique dos Santos, de 4, também foram internados sábado, no mesmo hospital, mas hoje já se encontram fora de perigo.Segundo o padeiro Reginaldo da Silva, marido de Cleide, a esposa, que trabalha em um restaurante no centro da cidade, recebeu no sábado, uma caixa com doces e um ramalhete que deveriam ser entregues para a filha. Como Paula Roberta não foi trabalhar, ela levou a encomenda para casa. Logo após a ingestão dos brigadeiros, os três começaram a passar mal.O garoto Pedro Henrique chegou a ser internado na Unidade de Terapia Intensiva do hospital, mas hoje seu quadro era estável, sendo removido para a ala pediátrica. Já Paula Roberta, que se encontra no quarto mês de gravidez, obteve alta e está fora de perigo.O delegado Norberto Bergamini, do 1º Distrito Policial, informou que a equipe de investigação ouvirá os funcionários da floricultura, a fim de saber quem mandou entregar a caixa de doces com o ramalhete para a jovem. Há suspeita de que o presente teria sido encaminhado por um ex-namorado da moça, que não se conformava com o fim do relacionamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.