Família é morta a tiros dentro de casa em Salvador

Um dos parentes havia procurado um jornal local dois meses atrás para denunciar abusos de PMs

Tiago Décimo, do Estadão,

14 de agosto de 2007 | 18h27

Três pessoas de uma mesma família foram mortas na madrugada desta terça-feira, 14, no bairro periférico do Calabetão, em Salvador, na Bahia. A líder comunitária Aurina Rodrigues Santana, de 44 anos, seu marido, o pedreiro Rodson da Silva Rodrigues, de 29, e o filho, Paulo Rodrigo Santana Braga, de 19 anos, foram mortos a tiros por homens encapuzados que invadiram a casa da família.Segundo agentes da 10.ª Delegacia que investigam o caso, foram encontrados no local cerca de 40 trouxinhas de maconha e 30 pedras de crack. Braga havia procurado um jornal local dois meses atrás para denunciar abusos de policiais militares que atuam no bairro. De acordo com ele, a casa da família já havia sido invadida por PMs.

Tudo o que sabemos sobre:
Assassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.