Família pede ajuda para trazer corpo de mineira

Familiares de Karina Gomes Pereira, de 27 anos - morta em Portugal -, pediram ajuda à Associação de Parentes de Amigos dos Emigrantes (Aspaemig) para a liberação do corpo. Ela foi encontrada morta no dia 2, no apartamento onde morava, em Trafaria, em Portugal. A polícia portuguesa investiga a suspeita de que Karina tenha sido envenenada pelo marido, o português Paulo Alexandre Gonçalves Santos. A mãe da mineira, Maria de Oliveira, afirmou que não aceita a versão de que a filha tenha se suicidado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.