Família quer provar que ex-escrava é mulher mais velha do mundo

Uma mato-grosssenseque, segundo a família, completa 126 anos neste domingo, 25, pode ser a mulher mais velha do mundo. Ex-escrava, Ana Martinho da Silva nasceu em 1876 em Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá. A prova da longevidade seria uma certidão de nascimento que a família possui.Sem dinheiro, a família enfrenta dificuldades até mesmo para a alimentação balanceada da idosa. Apesar das dificuldades financeiras, a família tenta provar a longevidade da ex-escrava e deve enviar documentação ao Guinness Book of Records, o livro que registra os recordes mundiais.Ana Martinho mora com a filha caçula, de 70 anos, Benedita da Silva. Com problemas de audição, ela tem dificuldades para conversar. Segundo Benedita, sua mãe se casou só uma vez, teve seis filhos, mais de 70 netos, 60 bisnetos, 10 tataranetos.Atualmente, o título de pessoa mais velha do mundo pertence à japonesa Kamato Hongo, de 114 anos. O título anterior pertencia à francesa Marie Brémont, que morreu em junho de 2001, aos 115 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.