Família sabia que garota namorava professor no RS

As investigações confirmaram que a estudante Gabriela Muratt, de 13 anos, e do músico Marcos Maronez Júnior, de 31 anos, encontrados mortos em um motel no domingo, 19, em Porto Alegre, tinham um relacionamento e que a família da garota sabia. Parentes e amigos do casal foram ouvidos pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul na terça-feira, 21. A principal suspeita é que Júnior, que era professor de piano da garota, tenha atirado nela e depois se matado. Os motivos do crime não foram esclarecidos. De acordo com informações da TV Globo, a polícia não informou o conteúdo das cartas encontradas no local. Apenas após a perícia vai ser possível determinar quem deu os tiros, pois cada um segurava uma arma. Gabriela desapareceu na sexta-feira passada, quando foi vista pela última vez ao lado do professor. Ela era de classe média e cursava a 8ª série do ensino fundamental.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.