Familiares de funcionários do BB ficam reféns

A agência do Banco do Brasil de Iguatu, a 395 Km de Fortaleza, foi assaltada hoje pela manhã. Para realizar o assalto, a quadrilha manteve como reféns quatro famílias de funcionários do banco, no início da noite de ontem, entre elas a família do gerente, Newton Ferreira Martins. Dezesseis pessoas foram mantidas em cativeiro por 15 horas numa chácara a 20 Km da sede do município e foram liberadas, por volta das 11 horas de hoje. Quando a Polícia descobriu o esconderijo, os bandidos já haviam fugido.De acordo com o major Giovane, que comandou a operação policial, aproximadamente 30 homens atuaram no assalto.Ontem à noite, os bandidos foram às casas do gerente e de outros três funcionários do banco, Francisco Antônio Rocha de Alencar, Francisco Adalmir Bastos de Oliveira e Antônio Vicente da Silva Filho, e levaram seus familiares. Para transportar todos os reféns, os bandidos utilizaram um furgão da loja de parabólicas do funcionário Antônio Filho.Hoje pela manhã, Newton passou por policiais da cidade, cumprimentou-os e seguiu para a agência. Após pegar o dinheiro e entregá-lo aos bandidos, Newton decidiu, por volta das oito horas, contar à Polícia o que estava acontecendo.Segundo informações da Rádio Jornal Centro-Sul de Iguatu, o gerente entregou a quantia de R$ 750 mil aos assaltantes.Regino Pinho, presidente da Comissão dos Direitos Humanos do Sindicato dos Bancários, informa que esse foi o 12° assalto a banco com reféns realizado este ano no Ceará.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.