Familiares reconhecem 2 moradores de rua no IML de SP

Dois dos quatro moradores de rua mortos esta semana por espancamento na região Central de São Paulo foram reconhecidos hoje por familiares no IML Central. Cosme Rodrigues Machado, que tinha 56 anos, foi assassinado na Rua Tabatinguera. A irmã, a sobrinha e uma amiga dele liberaram o corpo e declararam que não se conformam com tamanha violência. O irmão e a cunhada de Ivanildo Amaro da Silva, de 31 anos, conhecido como ´Pantera´ disseram esperar que a polícia descubra quem praticou os crimes e que os responsáveis sejam punidos pela Justiça. O enterro dos dois moradores de rua já identificados acontece esta tarde em São Paulo.Dois cadáveres de moradores de rua ainda permanecem no IML Central aguardando que familiares apareçam para fazer o reconhecimento. Se isso não acontecer nos próximos quatro dias, eles serão enterrados como indigentes. Outros seis mendigos que também foram espancados no centro continuam internados em hospitais da cidade cinco deles em estado grave. Três das vítimas que estão em hospitais já foram identificadas: Vanderlei Moreira Alves, Messias Rodrigues Moreira e Daniel Gomes Sousa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.