Familiares terão acesso a relatório só na quarta-feira

A Força Aérea Brasileira (FAB) afirmou que já apresentou a animação da tragédia aos parentes das vítimas. Procurados ontem, porém, representantes e ex-integrantes da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo 1907 disseram não terem conhecimento da animação. "A Aeronáutica informou ontem que teríamos acesso ao relatório final na quarta-feira. Só fiquei sabendo disso", disse Neusa Machado, viúva de uma das 154 vítimas.Na quarta-feira, os familiares conhecerão o relatório final. A reconstituição, a qual o Estado assistiu ontem, mostra que o choque com o Legacy cortou 6,59 metros da asa esquerda do Boeing. Depois disso, o Gol se virou para a esquerda, pôs o nariz para baixo e iniciou um looping do qual não saiu mais, batendo no chão depois de 11 voltas e 3/4. A morte dos passageiros do vôo 1907, da Gol, não deve ter sido muito demorada porque, quando um avião começa a girar, a força exercida sobre o corpo equivale a cinco vezes a gravidade (5G). É como se uma pessoa fosse espremida por outras quatro.Com uma força de menos de 3G as pessoas normalmente perdem a visão e desmaiam. Pela reconstituição apresentada, entre o choque dos aviões e a queda do Boeing no solo, passou-se 1 minuto e 4 segundos. As gravações são feitas até 55 segundos após o choque, nove segundos antes de o avião chegar ao chão. Depois do choque, o Legacy levou mais 20 minutos para chegar à base de Cachimbo, no Pará.

TÂNIA MONTEIRO E BRUNO TAVARES, O Estadao de S.Paulo

06 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.