Fantasmas fazem prefeito pagar servidor um a um

Os 1.094 servidores de Olímpia, a 450 quilômetros de São Paulo, estão recebendo o salário de março pessoalmente do prefeito Luiz Fernando Carneiro (PMDB). A intenção é comprovar se todos os que estão na folha de pagamento de fato existem. A Prefeitura descobriu há cerca de um mês que 30 aposentados e pensionistas mortos ou com nomes fictícios recebiam salários. O prefeito determinou o recadastramento dos servidores.A fraude, que teria começado em 1993, teria causado um rombo de quase R$ 2 milhões nos cofres públicos. O pagamento está sendo feita por ordem alfabética. Os servidores impossibilitados de ir até a Casa de Cultura receberão os cheques em suas casas.Um ex-diretor do Departamento de Pessoal é acusado de falsificar documentos e de receber salários em nome dos fantasmas. Participariam do esquema mais duas funcionárias. Os três foram afastados há 20 dias. A comissão administrativa que apura as irregularidades deve terminar o trabalho até o dia 30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.