Faustão fará retificação sobre caso Maria da Penha

Segundo a assessoria do programa, não há qualquer intenção de Maria da Penha de processar o programa

25 de julho de 2008 | 01h56

A assessoria de imprensa do programa Domingão do Faustão informou na noite desta quinta-feira que o apresentador Fausto Silva retificará a declaração feita por ele no domingo passado sobre a cearense Maria da Penha Maia Fernandes, de 63 anos, que deu nome à lei que pune a violência contra a mulher. O apresentador disse que Maria da Penha ficou paraplégica "de tanto apanhar" do ex-marido, quando, na realidade, ela teve a seqüela após levar um tiro dele.   Segundo a assessoria do programa a correção  já estava programada e  não há qualquer intenção de Maria da Penha de processar o programa ou o apresentador. O Estadao.com.br noticiou que Maria da Penha processaria o apresentador, informação agora corrigida.   "Eles me entrevistaram e nada colocaram e ainda o apresentador com esta declaração destrói toda minha história de luta contra a violência que fizemos ao longo destes 25 anos", afirmou Maria da Penha. "Fiquei chateada com a declaração e espero a retratação aconteça no próximo domingo", disse Maria da Penha. A advogada de Maria da Penha, Dioneide Costa, disse que o comentário de Faustão "afetou concretamente" a honra subjetiva de Maria da Penha.   O ex-marido de Maria da Penha, o professor universitário Marco Antônio Herredia Viveiros, recebeu uma sentença de seis anos por duas tentativas de homicídio - a primeira, com um tiro que deixou Maria da Penha paraplégica e a segunda, por meio de choques elétricos. O agressor, preso em 2003, está em liberdade.

Tudo o que sabemos sobre:
FaustãoMaria da Penha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.